3 aspectos importantes sobre óleos vegetais

 

Os óleos vegetais podem ser utilizados como óleos de massagem, hidratantes corporais, capilares e faciais, tônicos e rejuvenescedores e proporcionam inúmeros benefícios quando utilizados em sua forma 100% pura, apresentando inúmeras vantagens em relação aos princípios ativos sintéticos largamente utilizados pela indústria cosmética – que inclui em suas formulações componentes químicos agressivos, como parabenos e petrolatos -, sendo uma excelente alternativa a derivados animais ou minerais. Mas para o seu uso é importante observar 3 fatores para usufruir todas as maravilhas que ele podem proporcionar:

 

1 – EXTRAÇÃO

Quanto menos calor se usar no processo de prensagem da matéria prima mais propriedades serão preservadas, por isso a prensagem mecânica a frio, que consiste em prensar os grãos até o óleo ser extraído, é o método mais adequado de obtenção de óleos na forma mais natural e sem prejuízos à qualidade do produto obtido. Como esse processo não possui aquecimento, muito dos nutrientes e compostos do óleo não se degradam, mantendo-se presentes, produz um óleo de maior qualidade e não gera resíduos tóxicos.

Outros métodos, como a extração química (por solvente) ou a sua combinação com a prensagem (mista), são largamente utilizado por produzir material em grande quantidade de forma rápida e de baixo custo; mas nesses casos, apesar de ser produto 100% natural, há perda de nutrientes da matéria prima.

 

2 – SOLIDIFICAÇÃO

Sob condições de frio alguns óleos poderão se cristalizar e solidificar-se, isso acontece com muita frequência com o óleo de coco, mas esse efeito não o prejudica nem afeta a sua capacidade terapêutica, com a mudança de temperatura ele voltará à consistência fluida. Nunca ferva o óleo, para acelerar tal processo coloque-o ao sol por alguns minutos ou aqueça-o num recipiente através de banho-maria.

 

3 – ARMAZENAGEM

Óleos 100% naturais e puros (sem conservantes) possuem uma validade de 1 a 3 anos, no máximo, após esse período eles começam a oxidar e perder suas propriedades terapêuticas. A oxidação é a maior causa de deterioração dos óleos vegetais que passam a ficar rançosos, provocando alterações na sua textura, aroma e da cor, ocasionando perda do valor nutricional.

É importante armazenar o óleo em um lugar fresco e escuro a fim de evitar a deterioração e destruição das propriedades benéficas, longe da luz, da umidade e do calor. As embalagens escuras são os recipientes ideais para o seu armazenamento.

 

Oleoterapia Brasil

A OLEOTERAPIA BRASIL desenvolveu uma linha de produtos 100% naturais a base de óleos vegetais para oferecer o melhor da nutrição capilar a serviço da beleza dos seus cabelos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *