5 soluções para largar a chapinha durante a transição capilar

Pode guardar a chapinha na gaveta, ou até vender para alguém: vamos te ensinar a assumir os cachos sem crise!

 

Tranças Afro
Thinkstock

Durante a transição capilar duas coisas acontecem (e entram em conflito) no seu cabelo: os cachos naturais começam a crescer e dar volume na raiz; e as pontas alisadas vão ficando ressecadas e com pontas duplas.

Sem saber controlar a situação, muitas mulheres acabam recorrendo à chapinha para dar aquela disfarçada. O problema é que o uso constante pode prejudicar ainda mais o seu cabelo e só prolongar o período de transição.

Nossa proposta é: troque a chapinha por outras soluções práticas que garantem que seu cabelo fique bonito mesmo durante essa fase ~complicada~

1. Cacheie as pontas lisas

Que tal fugir da chapinha fazendo o efeito contrário no seu cabelo? Em vez de alisar a raiz para deixar mais parecida com as pontas, tente cachear as pontas alisadas com creme para pentear. Além de deixar a aparência do cabelo mais uniforme, você vai manter as pontinhas danificadas pela química um pouco mais hidratadas e de quebra, vai ganhar tempo para se acostumar com como vai ficar seu rosto depois que a transição acabar e os cachos estiverem o contornando.

Para quem tem uma química mais fraquinha, bastante creme para pentear e movimentos para “amassar as pontas” com as mãos já ajudam. Quem tem mais dificuldade de cachear as pontas, pode apostar nos métodos de texturização com rolinhos no cabelo, trançando, ou até usando acessórios para ajudar, como o famoso bigudinho. É legal praticar a texturização durante a transição capilar, pois essa técnica também pode ser usada quando o cabelo estiver completamente natural, para quem gosta de formas definidas e comportadas.

2. Comece do zero e raspe o cabelo

s mais corajosas (ou ansiosas) nem esperam o cabelo crescer até um bom comprimento para o corte. Assim que decidem que vão assumir o cabelo natural, resolvem logo cortar o alisamento pela raiz e começar tudo de novo. Se você é desapegada (cabelo cresce, né amiga?) e também quer se livrar da chapinha, esta pode ser uma solução. Que você vai arrasar com o novo visual, já sabemos!

3. Invista nas tranças afro

Elas não são tão simples para fazer sozinha e exigem um investimento de dinheiro e tempo em um salão especializado, mas valem a pena. As box braids ou tranças nagô escondem a raiz do cabelo e também as pontas lisas por até três meses, que é o tempo máximo em que você pode permanecer com o cabelo trançado.

Novas opções de fibras sintéticas, que é o material usado para criar as tranças, não pesam nem causam qualquer tipo de desconforto. Além disso, elas são fáceis de lavar e cuidar e, com o cabelo mais comprido, permitem que você brinque com diferentes penteados para não cair na rotina.

4. Ou aposte nas Havana Twists (ou Marley Twists)

Este tipo de trança está ficando muito popular entre as americanas em transição capilar. O nome é em referência ao cantor Bob Marley, que popularizou o estilo dread no cabelo. Essas tranças ficam grossas como em um dread, mas como são torcidinhas – ou em “twists” como as gringas chamam – o penteado fica mais comportado.

5. Se jogue nos turbantes!

Você pode optar por uma amarração mais fechada, ou uma que imita uma faixa e esconde o volume da raiz… São tantas as opções de amarrações que você nunca vai enjoar de usar lenços e turbante. Basta uma passada no YouTube para se perder com a quantidade de tutoriais. Sua transição com certeza ficará mais colorida, divertida e estilosa!

Fonte: M de Mulher

Quer ter seus cachos definidos? Conheça o nosso Mix Cabelos Cacheados.

Oleoterapia Brasil

A OLEOTERAPIA BRASIL desenvolveu uma linha de produtos 100% naturais a base de óleos vegetais para oferecer o melhor da nutrição capilar a serviço da beleza dos seus cabelos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *