6 dicas para aprender a lidar com a textura natural das suas madeixas

Assumir a textura natural dos fios não é tarefa fácil, depois de manipulada a fibra capilar pode ir perdendo o seu formato progressivamente e, a depender da técnica, de forma definitiva. Por isso o caminho de volta é tão difícil, ele exige paciência, dedicação e uma dose pessoal de sacrifício. Para dar uma forcinha, listamos aqui algumas dicas para ajudar no difícil caminho da transição capilar:

 

  1. Invista num cronograma capilar

Fatores como porosidade e ressecamento deixam as madeixas opacas e com mais frizz, comprometendo o resultado final, por isso é ideal construir um cronograma capilar específico para as necessidades dos seus fios, com hidratação, nutrição e reconstrução organizadas semanalmente para recuperar e manter a saúde e o brilho do cabelo.

 

  1. Curta o volumão

Quando o cabelo está com mais de uma textura e você ainda não está pronta para um corte mais radical o que mais incomoda é o volume natural da raiz frente ao cabelo ainda sob efeito de algum processo químico. Nesse momento é importante se livrar de certos hábitos, como prender os fios ou recorrer a uma química “levinha” pra baixar a raiz, esses paliativos acabam tornando os fios mais frágeis e distanciam você do fio ideal. Com o corte certo, alguns truques de finalização e produtos específicos, é possível que você comece a amar as suas ondas ou cachos sem química ou ferramentas de calor.

 

  1. Aprenda técnica de texturização

A melhor maneira de redescobrir a textura das suas madeixas é aprender a cuidar do cabelo e a transição é mesmo o momento da experimentação, tanto dos produtos e das quantidades adequadas, quanto do formato do fio até a sua textura definitiva. Procure aprender técnicas de estilização  com grampos, a fitagem ou as tranças twist, por exemplo, para lidar com mais tranquilidade nesse período e lembre-se de que cabelo tem personalidade.

 

  1. Evite as ferramentas de calor

Não abuse de difusor, babyliss ou modeladores de rotação automática, o calor deforma o formato natural da fibra, por isso é essencial o uso de um protetor térmico e de temperaturas mais baixas. No uso do difusor é importante ter o cuidado de usar o jato mais quente em todo o comprimento e mais frio junto à raiz. No chuveiro a regra é a mesma, utilize as temperaturas mais frias possíveis.

 

  1. Aposte no corte certo

Como os cabelos em transição apresentam mais de um tipo de textura, com níveis de ondulação distintos, investir num corte a seco ajuda a encontrar o seu caimento natural e harmonizar as texturas e corrigir o crescimento irregular dos fios.

 

  1. Dê mais atenção à sua alimentação

Os cabelos, assim como a pele, são diretamente afetados e por seus hábitos de vida, já que são compostos basicamente de proteínas. Uma alimentação saudável e equilibrada ajuda a fortalecer os folículos pilosos, impedindo que os cabelos fiquem frágeis e quebrem com frequência. Então, manter uma alimentação saudável, ingerir bastante água e evitar o consumo de álcool, cigarro e noites mal dormidas interfere diretamente na qualidade do fio de cabelo e no seu ciclo de crescimento.

 

QUER TER SEUS CACHOS DEFINIDOS? CONHEÇA O MIX OLEOTERAPIA BRASIL CABELOS CACHEADOS.

Oleoterapia Brasil

A OLEOTERAPIA BRASIL desenvolveu uma linha de produtos 100% naturais a base de óleos vegetais para oferecer o melhor da nutrição capilar a serviço da beleza dos seus cabelos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *