9 hábitos que contribuem para unhas fracas e quebradiças

 

Unhas fracas e quebradiças podem ser sintomas de diversos problemas de saúde, por isso é importante ter toda a atenção quanto ao aspecto e ao estado das unhas, mas a maioria dos casos de enfraquecimento, quebra e descamação são causados por maus hábitos. Confira aqui os principais erros que podem provocar o afinamento das unhas, descamação, aspecto poroso, manchas, irregularidades, além deixá-las mais vulneráveis ao ataque de fungos:

 

  1. Exposição a produtos químicos

Produtos químicos como detergentes e produtos de limpeza e água em excesso deixam as unhas moles e mais vulneráveis a fungos e bactérias, por isso o ideal é o uso de luvas mesmo para as tarefas mãos simples como lavar os pratos.

 

  1. Utilizar as unhas como ferramentas

Suas unhas não são abridores de latas, nem servem para tirar etiquetas, por exemplo. Isso faz com que as unhas se debilitem muito e rompam-se com mais facilidade.

 

  1. Não higienizar o material de manicure

As unhas são uma estrutura bem sensível e o uso compartilhado de alicate e espátula de cutícula pode passar infecções e algumas doenças, como a micose, que podem fazer até mais do que enfraquecer as unhas. Portanto, é importante ir a um salão em que eles higienizem o material, principalmente usando aquelas câmaras esterilizadoras. Para quem prefere usar o próprio kit é importante usar sabonete antisséptico ou álcool e a fazer a limpeza sempre depois de cada uso.

 

  1. Abusar da acetona

Remover esmaltes com acetona pode ser muito danoso para a saúde das unhas e cutículas que, por ser um veículo alcoólico, acaba roubando a água das unhas e suas estruturas, ressecando as unhas, o que torna as unhas fracas e quebradiças, sem brilho e com manchas brancas na superfície. Limite seu uso a uma vez por semana.

O recomendado é utilizar os removedores de esmalte com base oleosa, além do uso de cremes com ureia, óleo de uva ou ceramidas em sua composição, para hidratar as unhas e cutículas todos os dias.

 

  1. Não reduzir o comprimento quando elas estão fracas

Se suas unhas andam fracas, manter o comprimento maior não vai ajudar muito. A ponta das unhas é mais velha e frágil do que o restante, então ela se quebra com muito mais facilidade.

 

  1. Lixar a superfície e com o movimento errado

A forma como você usa a lixa também influencia na força de sua estrutura. Lixar em movimento de vai e vem pode deixar as unhas mais fracas, pois aumenta o atrito e causa a abertura das camadas das unhas. Outro erro comum é lixar a sua superfície porque o processo reduz a espessura das unhas, tornando-as automaticamente mais propensas a quebrar, tornando a unha suscetível à ação do esmalte e prejudicando a sua saúde.

 

  1. Tirar completamente as cutículas

As cutículas funcionam como uma camada protetora e impedem a entrada de bactérias e vírus dentro da pele. Retirá-las completamente faz com que as unhas fiquem mais fracas e até com defeitos em sua estrutura, como ondulações. A melhor forma de cuidar das cutículas é retirar apenas os excessos ou o uso de cremes removedores e amolecedores de cutículas.

 

  1. Optar por técnicas de alongamento

Outro erro comum de quem já está com as unhas fracas é compensar o problema recorrendo às técnicas de alongamento das unhas, como as unhas de gel, unhas de porcelana ou unhas postiças. A unha natural pode ser prejudicada de diversas formas, como uma maior chance de uma micose se proliferar ou danos causados à superfície provocados no processo de retirada.

 

  1. Arrancar a pele solta com os dentes

Ao colocar a mão na boca, bactérias próprias da cavidade oral podem causar infecções nas unhas, prejudicando ainda o sei desenvolvimento e enfraquecendo-as.

 

DICA OLEOTERAPIA BRASIL

A forma mais simples e rápida para solucionar o problema das unhas fracas e quebradiças é utilizando bases e óleos fortalecedores. Elas promovem o fortalecimento e crescimento das  unhas, removem o amarelado e diminuem as manchas esbranquiçadas, evitando que as unhas lasquem e quebrem com facilidade.  Sugerimos o uso dos óleos alho, aloe vera, amêndoas doce, argan, jojoba, linhaça, rícino e oliva.

 

Oleoterapia Brasil

A OLEOTERAPIA BRASIL desenvolveu uma linha de produtos 100% naturais a base de óleos vegetais para oferecer o melhor da nutrição capilar a serviço da beleza dos seus cabelos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *